More projects

O Efeito Slimane

O sucesso de Saint Laurent com Hedi Slimane

Até parece alguma piada sobre o dia da mentira, mas não é.  Hedi Slimane, o diretor criativo da Saint Laurent, deixa a marca por causa de uma disputa de contrato, conforme o anúncio oficial no dia 1º de Abril de 2016. Isso após uma época turbulenta para a marca de luxo, já que 3 outras importantes fashion houses francesas (Balenciaga, Dior e Lanvin) perderam os seus diretores criativos (Alexander Wang, Raf Simons e Alber Elbaz, respectivamente) em um período de 6 meses. 

Em uma homenagem à nova identidade que ele construiu para a Saint Laurent, nós fizemos uma retrospectiva dos principais momentos que o levou a transformar uma marca que passava por dificuldades em uma das maiores histórias de sucesso do mundo da moda.

[unex_ce_button id="content_ev5p8ho9m,column_content_l8toxbffn" button_text_color="#ffffff" button_font="bold" button_font_size="15px" button_width="auto" button_alignment="center" button_text_spacing="2px" button_bg_color="#000000" button_padding="15px 60px 15px 60px" button_border_width="0px" button_border_color="#000000" button_border_radius="0px" button_text_hover_color="#000000" button_text_spacing_hover="2px" button_bg_hover_color="#29ceb6" button_border_hover_color="#29ceb6" button_link="http://love.stylight.com.br/wp-content/uploads/sites/32/2016/02/O-Efeito-Slimane-na-Saint-Laurent-Stylight-pqno1.png" button_link_type="download" button_link_target="_self" has_container="" in_column="1"]DOWNLOAD INFOGRAFICO[/ce_button]

Hedi Slimane revitalizou a Saint Laurent; a transformou em uma marca sinônimo de it-girls e rock & roll. Ele deixou a sua marca como uma das primeiras fashion house de luxo a fazer roupa que as pessoas usam e se identificam (apesar de ainda ter um preço alto).

Além disso, ele transformou a marca em um poderoso comércio, um grande feito já que foi um período de dificuldades econômicas e a maioria dos seus competidores estavam com dificuldades. Qual foi o passo a passo  para o seu sucesso?

O ano foi, sem dúvida, muito importante para Hedi Slimane e Saint Laurent. Em fevereiro foi anunciada a saída de Stefano Pilati, antigo diretor criativo da Yves Saint Laurent (que ocupava o cargo desde 2004). Essa decisão foi tomada após anos de boatos de brigas entre o diretor e Pierre Berge, cofundador da YSL. Apesar da contribuição de Pilati para o sucesso da marca (ele foi responsável por alguns dos mais famosos best-sellers, incluindo os sapatos Tribute - uma linha de sapatos e sandálias de salto com tiras), era um fato conhecido que Berge e Pilati não concordavam criativamente com muita coisa.

Logo depois foi anunciado que Hedi Slimane iria comandar a marca e em junho já ficou claro que Slimane mudaria drasticamente a famosa marca francesa quando ele transferiu o escritório de design de Paris para Los Angeles e, principalmente, removeu o “Yves” do nome. A mudança do nome causou muita controvérsia e levou à criação da famosa camisa “Ain’t Laurent Without Yves”, o que levou o diretor a cortar laços com a famosa boutique de luxo parisiense Colette no fim de 2013.

Em setembro de 2013, Slimane lançou as primeiras imagens para a campanha da “nova” Saint Laurent. O elenco e fotografia foram feitas pelo próprio Hedi, a campanha deu destaque ao cantor Christopher Owens, fotografado em preto e branco, com uma estética rock & roll e marcou uma despedida do antigo formato de propaganda brilhoso e glamuroso da Saint Laurent. Em outubro, Slimane mostrou a sua primeira coleção para a marca no Fashion Week de Paris com uma distinta silhueta skinny em seus vestidos longos de baile ou combinações de calça e camiseta, além da influência do rock & roll dos anos 70 - Ele já estava deixando a sua marca registrada.

Foi durante os anos de 2013 e 2014 que ele consolidou a sua nova estética na Saint Laurent. O show de fevereiro mostrou muitas jaquetas de motoqueiro, estampas de leopardo, calças resgadas, roupas de lã oversized, mini-saias e muitos toques diferentes. O estilo California grunge (com direito até a algumas roupas florais) continua uma marca registrada de Slimane na Saint Laurent. Foi também neste período que ele lançou o Saint Laurent Music Project - sobre o qual Slimane teve controle criativo total. Ele também abriu e renovou várias lojas Saint Laurent (Paris, Milão e Londres) para refletir a nova direção da marca: industrial, minimalista e monocromática. Nada de sapatos elegantes de maneira exagerada ou brilho desnecessário: a coleção veio para trazer uma atmosfera mais down to earth

Em 2015, Kering (o grupo francês de acionários da Saint Laurent e várias outras marcas de luxo) anunciou lucros incríveis da marca. Em abril, revelou que as vendas subiram em 21% no primeiro trimestre do ano e desse valor, 66% foram em acessórios e 24% para as roupas ready-to-wear. Em outubro, eles anunciaram um aumento de 37%, o trimestre mais lucrativo da Saint Laurent. Esses valores de vendas provaram que a influência da visão de Hedi para a empresa valeu a pena. As pessoas compravam os seus produtos em peso! Eles gostaram do seu estilo sofisticado e os vestidos de U$5 mil dólares e jaquetas de couro de U$6 mil dólares não paravam nas prateleiras.

Em junho deste ano, ele também anunciou que traria Alta-Costura de volta para a Saint Laurent, a primeira coleção em 13 anos.

2016 adiante

No início de 2016, Saint Laurent anunciou que estrearia a sua coleção de outono em Los Angeles, onde Slimane mora, e não na Paris Fashion Week. Ao mesmo tempo, surgiram rumores de uma disputa de contrato e logo em seguida boatos de que eles estaria saindo da empresa, com muitas especulações que o designer belga Anthony Vaccarello ficaria em seu lugar.

Agora, Hedi Slimane deixa a famosa marca e o império que ele próprio construiu. A pergunta que não quer calar é: Quem irá substituir esse grande talento?

Para qual marca você gostaria de ver Slimane desenhando?