More projects

Amy Winehouse

20 memórias de um ícone…

 

Amy Winehouse tocou o mundo com seus notáveis ​​talentos vocais e uma capacidade incomparável de se expressar através da música. Sua voz foi merecedora de cinco prêmios Grammy e uma multidão de fãs ao redor do mundo. Com o aniversário de sua morte se aproximando, assim como o lançamento de um documentário sobre a vida da cantora, realizado pelo diretor Asif Kapaida, a Stylight compilou 20 itens que nos fazem lembrar com carinho de Amy.

[unex_ce_button id="column_content_53nm1l5pj" button_text_color="#ffffff" button_font="bold" button_font_size="15px" button_width="auto" button_alignment="center" button_text_spacing="2px" button_bg_color="#bcbcbc" button_padding="15px 60px 15px 60px" button_border_width="0" button_border_color="#bcbcbc" button_border_radius="0" button_text_hover_color="#ffffff" button_text_spacing_hover="2px" button_bg_hover_color="#000000" button_border_hover_color="#000000" button_link="http://love.stylight.com.br/wp-content/uploads/sites/32/2015/08/Amy-Winehouse-2.jpg" button_link_type="download" button_link_target="_self" has_container="" in_column="1"]Faça o download[/ce_button]

Amy, um talento musical

Educada ouvindo jazz, Amy começou a tocar guitarra aos 13 anos e aos 14 anos passou a compor. Ela freqüentou brevemente a prestigiosa Escola de Teatro Sylvia Young e a escola de Artes Cênicas de Londres, mas sua natureza incontrolável e impulsiva fez com que ela fosse expulsa de ambos. Aos 19 anos, ela gravou o álbum Frank (2003), que foi um sucesso instantâneo, nomeado para o Mercury Music Prize.

Seguindo seu primeiro álbum, ela co-escreveu o segundo álbum Back to Black, que foi inspirado em seus conflitos pessoais. Back to Black foi escrito em apenas seis meses e imediatamente transformou a sua vida, levando Amy ao estrelato global. Back to Black fez com que ela fosse a primeira mulher britânica a ganhar cinco Grammys em uma só noite. Até o final daquele verão, Amy subiu mais alto do que qualquer outra artista feminina britânica nas paradas de música Billboard. Foi um sucesso de crítica que não só deslumbrou o público, como também foi narrando sua vida controversa e seu relacionamento com o produtor de vídeo Blake Fielder-Civil.

Amy, a musa

Quando Amy se tornou uma cantora aclamada, sua obra não só influenciou a indústria da música, como também fez uma impressão inegável no mundo da moda. Amy tinha um estilo icônico, caracterizado por 15 tatuagens, um penteado volumoso que virou seu principal traço de estilo, delineador marcado, brincos de argola, sutiãs de renda vermelha, além de vestidos e acessórios inspirados nos anos 60. Seu estilo foi apropriado por várias marcas, como Chanel, Jean Paul Gaultier e Michael Kors. Fred Perry dedicou uma coleção inteira à ela, através de saias lápis, suéteres de cashmere, vestidos de atravessar e t-shirts disponíveis em cores como rosa, cinza, branco e preto.

Quando sua carreira musical decolou, ela se mudou para Camden Town, distrito em Londres que ela passou a chamar de lar. Fãs muitas vezes podiam vê-la caminhando por suas ruas ou frequentando o seu bar favorito, o The Hawley Arms, durante a noite. Após sua morte, a família de Amy ergueu uma enorme estátua de bronze para ela no local.

O mais recente memorial da sua morte vem sob a forma de um documentário feito pelo diretor Asif Kapadia. Kapadia é conhecido por seus documentários polêmicos e intensos, como o fenomenal, Senna. Desde seu lançamento no Reino Unido, ‘Amy’ já levou uma multidão aos cinemas ansiosos por rever, pelo menos na telona, um dos maiores ícones do país.

O estilo de Amy é conhecido no mundo inteiro por ser retrô e bem sexy. Os sapatos vermelhos da Usaflex e os Acessórios da Lool podem dar uma repaginada no seu visual e te inspirar a se vestir como ela! Confira!